01/10/2018

Pesquisadora do ITAL recebe homenagem inédita no Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira
Além de profissional homenageada, Claire Sarantopoulos representou o Centro de Tecnologia de Embalagem (CETEA) no Conselho de Jurados da 18ª edição da premiação

Promovido pela Associação Brasileira de Embalagem (ABRE), o Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira deste ano reconheceu como profissional homenageada a pesquisadora Claire Sarantopoulos, do Centro de Tecnologia de Embalagem (CETEA) do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). A homenagem, também feita à gerente da área de Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil, Thais Vojvodic, é inédita na premiação, que está em sua 18ª edição e ocorreu na última quinta-feira (27).

“Por meio dessa categoria buscamos reconhecer aqueles que acreditam e valorizam a embalagem, que trabalham para o desenvolvimento do nosso setor, que dedicam seu tempo e conhecimento para multiplicar esse conhecimento além do limite que a empresa atua”, ressaltou a diretora executiva da ABRE, Luciana Pellegrino, após a cerimônia de premiação, que teve a presença de quase 500 profissionais da área, conselheiros e associados da ABRE e representantes de associações parceiras, e foi transmitida ao vivo pelo Facebook para 1,5 mil internautas.

Em seu discurso, a presidente da ABRE, Gisela Schulzinger, ressaltou que a premiação reconhece a luta dos profissionais que são criativos e resilientes em “um momento absolutamente desafiador”, principalmente para os brasileiros. “As empresas são pessoas, então essa possibilidade de mais do que premiar a embalagem, sem dúvida, é o esforço e a ideia das pessoas”, disse.

A pesquisadora homenageada ingressou no ITAL há 35 anos, período em que desenvolveu sólida carreira em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) e educação, com foco em embalagens plásticas, e tornou-se editora-chefe do periódico científico Brazilian Journal of Food Technology. Além de atuar em vários projetos financiados pelo setor privado e por agências de fomento, Claire participou da publicação de cerca de 60 artigos científicos e 48 livros, tendo liderado estudos de tendências de consumo, em especial a edição do Brasil Pack Trends 2020, da Série ITAL Brasil Trends 2020.

“Mais uma surpresa: uma aventura estar aqui! Muita emoção, um reconhecimento muito especial para mim vindo da ABRE, uma associação que merece meu reconhecimento. É um privilégio para os brasileiros ter uma associação tão atuante na área de embalagem”, relatou a pesquisadora logo após receber a homenagem.

 

Conselho de Jurados

Ao lado da Associação Brasileira das Empresas de Design (ABEDESIGN) e da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), o CETEA integrou o Conselho de Jurados. Além da pesquisadora Claire, foram juradas pelo CETEA Aline Lemos, Ana Paula Noletto, Eloisa Garcia e Sílvia Dantas.

O julgamento técnico foi feito por 52 profissionais oriundos das áreas de embalagem, pesquisa e desenvolvimento, design e educação de diversos estados do Brasil, como Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Ao todo, foram inscritos 339 trabalhos para concorrer em sete módulos – Embalagem, Design Gráfico, Design Estrutural, Tecnologia, Markerting, Soluções para varejo e e-commerce e Especial (destinado a estudantes) –, sendo que em cada categoria dos módulos houve premiações Ouro, Prata e Bronze, além do Voto Popular.

A definição dos premiados ocorreu em três etapas – eliminatória, classificatória e final – e se baseou em aspectos como a qualidade, a funcionalidade, a ergonomia, as tecnologias aplicadas, os benefícios oferecidos ao consumidor e os ganhos em processo. Pelo reconhecimento da World Packaging Organisation (WPO), os trabalhos vencedores estão aptos a concorrer na premiação mundial.

Todas as informações sobre os jurados, os vencedores e as edições anteriores estão disponíveis no site institucional www.premioabre.org.br.